Zabbix Documentation 3.0

2.23.04.0 (current)In development:4.2 (devel)Unsupported:1.82.02.43.23.4

User Tools

Site Tools

This translation is older than the original page and might be outdated. See what has changed.

Sidebar

pt:manual:config:items:itemtypes:zabbix_agent

1 Agente Zabbix

Visão geral

Itens do tipo Agente Zabbix utilizam o Zabbix Agent para coletar os dados.

As coletas podem ser de dois tipos: passiva ou ativa. Quando estiver configurando o item você pode selecionar um dos tipos a seguir:

  • Agente Zabbix - para coletas passivas
  • Agente Zabbix (ativo) - para coletas ativas

Chaves suportadas

A tabela a seguir detalha as chaves disponíveis para monitoração através do Zabbix Agent.

Veja também:

Parâmetros opcionais e obrigatórios

Parâmetros entre os símbolos < > são opcionais.

Chave
Descrição Valor retornado Parâmetros Comentários
agent.hostname
Nome do agente (hostname). Texto Retorna o valor atual da tag hostname no arquivo de configuração do agente.
agent.ping
Verificação de disponibilidade do agente. Nothing - unavailable

1 - disponível
Use a função nodata() em uma trigger para alertar sobre a indisponibilidade do agente no host.
agent.version
Versão do Zabbix Agent. Texto Exemplo de valor retornado:
1.8.2
kernel.maxfiles
Quantidade máxima de arquivos abertos simultaneamente que é suportada pelo S.O.. Inteiro
kernel.maxproc
Quantidade máxima de processos suportada pelo S.O. Inteiro
log[file,<regexp>,<encoding>,<maxlines>,<mode>,<output>]
Monitoração de arquivos de log. Log file - caminho completo para o arquivo de log
regexp - expressão regular descrevendo o padrão desejado
encoding - codificação da página
maxlines - Quantidade máxima de linhas que o Zabbix Agent irá enviar para o Zabbix Server ou Zabbix Proxy a cada segundo. Este parâmetro sobrescreve o valor definido em 'MaxLinesPerSecond' no zabbix_agentd.conf
mode - valores possíveis:
all todos (padrão), skip - não processa (ignora) os dados anteriores existentes no log (afeta somente os novos itens criados).
output - parâmetro opcional de formatação. A sequência de escape \0 será substituída pelo texto encontrado, enquanto a sequência de escape \N (onde N=1…9) será substituída com o Nézimo grupo compatível (ou um texto vazio caso N exceda a quantidade de grupos compatíveis encontrados).
O item precisa ser configurado como verificação ativa.
Se o arquivo não existir ou o usuário da monitoração não possuir privilégios suficientes para acesso, o item ficará como não suportado.

Se output for deixado em branco: será retornada a linha que corresponder. Observe que qualuqer expressão regular global, exceto a expressão 'Resultado é VERDADEIRO', sempre retornará a linha toda e o parâmetro output será ignorado.

A extração de conteúdo pelo parâmetro output ocorre no lado do agente.

Exemplos:
⇒ log[/var/log/syslog]
⇒ log[/var/log/syslog,error]
⇒ log[/home/zabbix/logs/logfile,,,100]

O parâmetro output é suportado desde o Zabbix 2.2.
O parâmetro mode é suportado desde o Zabbix 2.0.

Veja informações mas detalhadas em: monitoração de log.
logrt[file_regexp,<regexp>,<encoding>,<maxlines>,<mode>,<output>]
Monitoração de log com suporte a rotação de arquivos. Log file_regexp - caminho absoluto para o arquivo e expressão regular com o padrão desejado
regexp - expressão regular definindo o conteúdo desejado
encoding - identificador de código de página
maxlines - Quantidade máxima de linhas que o Zabbix Agent irá enviar para o Zabbix Server ou Zabbix Proxy a cada segundo. Este parâmetro sobrescreve o valor definido em 'MaxLinesPerSecond' no zabbix_agentd.conf
mode - valores possíveis:
all todos (padrão), skip - não processa (ignora) os dados anteriores existentes no log (afeta somente os novos itens criados).
output - parâmetro opcional de formatação. A sequência de escape \0 será substituída pelo texto encontrado, enquanto a sequência de escape \N (onde N=1…9) será substituída com o Nézimo grupo compatível (ou um texto vazio caso N exceda a quantidade de grupos compatíveis encontrados).
O item precisa ser configurado como verificação ativa.
A rotação de log é baseada no horário da última modificação dos arquivos.

Se output for deixado em branco: será retornada a linha que corresponder. Observe que qualuqer expressão regular global, exceto a expressão 'Resultado é VERDADEIRO', sempre retornará a linha toda e o parâmetro output será ignorado.

A extração de conteúdo pelo parâmetro output ocorre no lado do agente.

Exemplos:
⇒ logrt["/home/zabbix/logs/^logfile[0-9]{1,3}$",,,100] → irá considerar arquivos que contenham "logfile1" (não irá considerar um arquivo terminando com ".logfile1" somente)
⇒ logrt["/home/user/^logfile_.*_[0-9]{1,3}$","pattern_to_match","UTF-8",100] → coletará a partir de arquivos como "logfile_abc_1" ou "logfile__001".

O parâmetro output é suportado desde o Zabbix 2.2.
O parâmetro mode é suportado desde o Zabbix 2.0.

Veja informações mas detalhadas em: monitoração de log.
net.dns[<ip>,zone,<type>,<timeout>,<count>,<protocol>]
Verifica se o serviço do DNS está rodando. 0 - DNS fora do ar (o servidor não respondeu ou a resolução de nome falhou)

1 - DNS está funcional
ip - endereço IP do servidor de DNS (deixe em branco para o servidor de DNS padrão, ignorado no Windows)
zone - zona de DNS a ser testada
type - tipo do registro a ser consultado (o padrão é SOA)
timeout (ignorado no Windows) - tempo máximo para conclusao da consulta (o padrão é de 1 segundo)
count (ignorado no Windows) - quantidade de tentativas (padrão é 2)
protocol - o protocolo utilizado para as consultas de DNS pode ser udp (padrão) ou tcp
Exemplo:
⇒ net.dns[8.8.8.8,zabbix.com,MX,2,1]

Os valores possíveis para o type são:
ANY, A, NS, CNAME, MB, MG, MR, PTR, MD, MF, MX, SOA, NULL, WKS (exceto no Windows), HINFO, MINFO, TXT, SRV

Nome de domínios internacionalizados não são suportados, favor usar a codificação de nomes IDNA.

O parâmetro protocol é suportado desde o Zabbix 3.0.
O tipo de registro SRV é suportado desde a versão 1.8.6 (no Unix) e 2.0.0 (no Windows).

O nome de chave anterior ao Zabbix 2.0 (continua sendo suportado): net.tcp.dns
net.dns.record[<ip>,zone,<type>,<timeout>,<count>,<protocol>]
Executa uma consulta ao DNS. Sequência de caracteres com o tipo requerido de informação ip - Endereço IP do servidor de DNS (deixe em branco para o servidor de DNS padrão, ignorado no Windows)zone - zona de DNS a ser testada
type - tipo do registro a ser consultado (o padrão é SOA)
timeout (ignorado no Windows) - tempo máximo para conclusao da consulta (o padrão é de 1 segundo)
count (ignorado no Windows) - quantidade de tentativas (padrão é 2)
protocol - o protocolo utilizado para as consultas de DNS pode ser udp (padrão) ou tcp
Exemplo:
⇒ net.dns[8.8.8.8,zabbix.com,MX,2,1]

Os valores possíveis para o type são:
ANY, A, NS, CNAME, MB, MG, MR, PTR, MD, MF, MX, SOA, NULL, WKS (exceto no Windows), HINFO, MINFO, TXT, SRV

Nome de domínios internacionalizados não são suportados, favor usar a codificação de nomes IDNA.

O parâmetro protocol é suportado desde o Zabbix 3.0.
O tipo de registro SRV é suportado desde a versão 1.8.6 (no Unix) e 2.0.0 (no Windows).

O nome de chave anterior ao Zabbix 2.0 (continua sendo suportado): net.tcp.dns.query
net.if.collisions[if]
Quantidade de colisões fora da janela. Inteiro if - nome da interface de rede
net.if.discovery
Lista das interfaces de rede. Utilizado no processo de autobusca. Objeto JSON Suportado desde a versão 2.0 do Zabbix.

Em FreeBSD, OpenBSD e NetBSD suportado desde o Zabbix 2.2.

Algumas versões do Windows (por exemplo o Server 2008) poderão necessitar dos últimos updates para suportar caracteres non-ASCII no nome das interfaces.
net.if.in[if,<mode>]
Estatísticas de entrada na interface de rede. Inteiro if - nome da interface (Unix); descrição completa da interface de rede ou endereço IPv4 (Windows)
mode - valores possíveis:
bytes - quantidade de bytes (padrão)
packets - quantidade de pacotes
errors - quantidade de erros
dropped - quantidade de pacotes 'dropados'
Em ambiente Windows, o item recuperará valores a partir de contadores de 64-bits, se disponíveis. A interface de estatísticas de 64-bit foi introduzida no Windows Vista e Windows Server 2008. Se os contadores de 64-bits não estiverem disponíveis, o agente utilizará contadores de 32-bits.
\\Nomes de interfaces com suporte a 'Multi-byte' no windows desde o Zabbix 1.8.6.

Exemplos:
⇒ net.if.in[eth0,errors]
⇒ net.if.in[eth0]

Você pode obter descrições de interfaces de rede tanto com o item 'net.if.discovery' quanto com item 'net.if.list'.

Você pode utilizar esta chave com o recurso de Delta (alterações por segundo) para guardar valores com a estatística de bytes por segundo.
net.if.out[if,<mode>]
Estatísticas de saída na interface de rede. Inteiro if - nome da interface (Unix); descrição completa da interface de rede ou endereço IPv4 (Windows)
mode - valores possíveis:
bytes - quantidade de bytes (padrão)
packets - quantidade de pacotes
errors - quantidade de erros
dropped - quantidade de pacotes 'dropados'
Em ambiente Windows, o item recuperará valores a partir de contadores de 64-bits, se disponíveis. A interface de estatísticas de 64-bit foi introduzida no Windows Vista e Windows Server 2008. Se os contadores de 64-bits não estiverem disponíveis, o agente utilizará contadores de 32-bits.
\\Nomes de interfaces com suporte a 'Multi-byte' no windows desde o Zabbix 1.8.6.

Exemplos:
⇒ net.if.out[eth0,errors]
⇒ net.if.out[eth0]

Você pode obter descrições de interfaces de rede tanto com o item 'net.if.discovery' quanto com item 'net.if.list'.

Você pode utilizar esta chave com o recurso de Delta (alterações por segundo) para guardar valores com a estatística de bytes por segundo.
net.if.total[if,<mode>]
Sumarização do tráfego de entrada e de saída na interface de rede. Inteiro if - nome da interface (Unix); descrição completa da interface de rede ou endereço IPv4 (Windows)
mode - valores possíveis:
bytes - quantidade de bytes (padrão)
packets - quantidade de pacotes
errors - quantidade de erros
dropped - quantidade de pacotes 'dropados'
net.tcp.listen[port]
Verifica se uma porta TCP está em modo de ESCUTA. 0 - se ela não está em modo de ESCUTA

1 - se estiver em modo de ESCUTA
port - Número da porta TCP Exemplo:
⇒ net.tcp.listen[80]

É suportada no Linux desde o Zabbix 1.8.4

A partir do Zabbix 3.0.0, com kernel 2.6.14 ou superior, a informação sobre portas TCP escutando é obtida, se possível, através da interface NETLINK do kernel. Caso contrário ela será obtida nos arquivos /proc/net/tcp e /proc/net/tcp6.
net.tcp.port[<ip>,port]
Verifica se é possível estabelecer uma conexão TCP com uma porta específica. 0 - não é possível conectar

1 - é possível conectar
ip - Endereço IP (o padrão é 127.0.0.1)
port - número da porta
Exemplo:
⇒ net.tcp.port[,80] → pode ser usado para verificar a disponibilidade de um servidor web rodando na porta 80.

Para simples testes de performance TCP, recomenda-se o uso de net.tcp.service.perf[tcp,<ip>,<port>]

Observe que estas verificações podem resultar em mensagens adicionais nos arquivos de log dos daemons (sessões SMTP e SSH normalmente são registradas).

Nome antigo: check_port[*]
net.tcp.service[service,<ip>,<port>]
Verifica se o serviço esta rodando e aceitando conexões TCP. 0 - serviço fora do ar

1 - serviço em execução
service - qualquer um destes:
ssh, ldap, smtp, ftp, http, pop, nntp, imap, tcp, https, telnet (veja detalhes)
ip - Endereço IP (o padrão é 127.0.0.1
port - número da porta (na ausência a porta padrão do serviço será usada)
Exemplo:
⇒ net.tcp.service[ftp,,45] → pode ser usado para testar a disponibilidade de um serviço FTP na porta 45.

Observe que estas verificações podem resultar em mensagens adicionais nos arquivos de log dos daemons

A verificação de protocolos criptografados (tal qual o IMAP na porta 993 ou POP na porta 995) atualmente não é suportada. Uma opção pode ser usar o net.tcp.port para verificaçõs similares a esta.

A verificação de LDAP e HTTPS no windows não é suportada.

Observe que uma verificação de telnet busca um prompt e logn (':' no final).

Osserviços https e telnet são suportados desde o Zabbix 2.0.

Nomenclatura antiga:Nome anterior: check_service[*]
net.tcp.service.perf[service,<ip>,<port>]
Verifica a performance de um serviço TCP. 0 - serviço fora do ar

segundos - quantidade de segundos utilizados durante o teste
service - um destes:
ssh, ldap, smtp, ftp, http, pop, nntp, imap, tcp, https, telnet (veja para maiores detalhes)
ip - endereço IP (o padrão é 127.0.0.1)
port - número da porta (se ausente a porta padrão do serviço será utilizada)
Exemplo:
⇒ net.tcp.service.perf[ssh] → pode ser utilizada para testar o tempo de resposta de um servidor SSH.

O teste com protocolos criptografados (tal qual IMAP na porta 993 ou POP na porta 995) não é suportado atualmente. Como uma solução alternativa, por favor utilize net.tcp.service.perf[tcp,<ip>,<port>] para verificações como estas.

A verificação de servidores LDAP e HTTPS não é suportada atualmente pelo agente no Windows.

Observe que um teste de “telnet” espera ter uma tela de login (':' ao final).

Os serviços https e telnet são suportados desde o Zabbix 2.0.

Nome antigo: check_service_perf[*]
net.udp.listen[port]
Verifica se uma porta UDP está em modo de escuta. 0 - não está em modo de ESCUTA

1 - está em modo de ESCUTA
port - número da porta UDP Exemplo:
⇒ net.udp.listen[68]

É suportado no Linux desde a versão 1.8.4
net.udp.service[service,<ip>,<port>]
Verifica se um serviço está em execução e respondendo a requisições UDP. 0 - serviço fora do ar

1 - serviço em execução
service - ntp (veja detalhes)
ip - endereço IP (o padrão é 127.0.0.1)
port - número da porta (se ausente a porta padrão do serviço será utilizada)
Exemplo:
⇒ net.udp.service[ntp,,45] → pode ser utilizado para testar a disponibilidade do serviço NTP na porta UDP 45.

Este item é suportado desde o Zabbix 3.0.0, mas o serviço ntp está disponível através do item net.tcp.service[] nas versões anteriores.
net.udp.service.perf[service,<ip>,<port>]
Verifica a disponibilidade de um serviço UDP. 0 - serviço fora do ar

segundos - quantidade de segundos utilizados durante o teste de conexão
service - ntp (veja mais detalhes)
ip - endereço IP (o padrão é 127.0.0.1)
port - número da porta (se ausente a porta padrão do serviço será utilizada)
Exemplo:
⇒ net.udp.service.perf[ntp] → pode ser utilizado para testar o tempo de resposta de um serviço NTP.

Este item é suportado desde o Zabbix 3.0.0, mas o serviço ntp está disponível através do item net.tcp.service[] nas versões anteriores.
proc.cpu.util[<name>,<user>,<type>,<cmdline>,<mode>,<zone>]
Percentual de utilização da CPU. Numérico name - nome do processo (todos por padrão)
user - nome do usuário (todos por padrão)
type - Tipo de utilização de CPU:
total (padrão), user, system
cmdline - filtro por linha de comando (através de expressão regular)
mode - modo de aquisição de dados: avg1 (padrão), avg5, avg15
zone - zona alvo: current (padrão), all. Este parâmetro só é suportado na plataforma Solaris.
Exemplos:
⇒ proc.cpu.util[,root] → utilização de CPU de todos os processos rodando sob o usuário “root”
⇒ proc.cpu.util[zabbix_server,zabbix] → UTilização de CPU de todos os processos rodando sob o usuário “zabbix”

O valor retornado é baseado em utilização de um núcleo de CPU. Por exemplo, se a utilização de um processo ocupar totalmente dois núcleos, o retorno será igual a 200%.

O coletor de utilização de CPU suporta a coleta de, no máximo, 1024 processos únicos (por nome, usuário e linha de comando). Consultas não acessadas nas últimas 24 horas serão removidas.

Este item é suportado desde o Zabbix 3.0.0 e está disponível em várias plataformas (veja itens suportados por plataforma).
proc.mem[<name>,<user>,<mode>,<cmdline>,<memtype>]
Memória utilizado por um processo, em bytes. Inteiro name - nome do processo (por padrão todos)
user - nome do usuário (por padrão todos)
mode - valores possíveis:
avg, max, min, sum (padrão)
cmdline - filtro por linha de comando (usando expressão regular)
memtype - tipo da memória utilizada por processo.
Exemplos:
⇒ proc.mem[,root] → memória utilizada por todos os processos sendo executados sob o usuário “root”
⇒ proc.mem[zabbix_server,zabbix] → memória utilizada por todos os processos 'zabbix_server' que estão sendo utilizados pelo usuuário zabbix
⇒ proc.mem[,oracle,max,oracleZABBIX] → memória utilizada pelos processos de maior consumo rodando no usuário “oracle” e que possuam “oracleZABBIX” em sua linha de comando

Veja detalhes sobre como selecionar processos pelos parâmetros name e cmdline.

O parâmetro memtype é suportado desde o Zabbix 3.0.0. É suportado em diversas plataformas (veja itens suportados por plataforma). Veja também as notas sobre o parâmetro memtype.
proc.num[<name>,<user>,<state>,<cmdline>]
Número de processos. Inteiro name - nome do processo (o padrão são todos)
user - nome do usuário (o padrão são todos)
state - valores possíveis: all (padrão), run, sleep, zomb
cmdline - filtro por linha de comando (usando expressão regular)
Exemplos:
⇒ proc.num[,mysql] → quantidade de processos rodando com o usuário “mysql”
⇒ proc.num[apache2,www-data] → quantidade de processos “apache2” rodando com o usuário “www-data”
⇒ proc.num[,oracle,sleep,oracleZABBIX] → quantidade de processos em modo “dormente” rodando com o usuário “oracle” que possuem “oracleZABBIX” em sua linha de comando

Veja notas sobre seleção de processos com os parâmetros name e cmdline.

No Windows, apenas os parâmetros name e user são suportados.
sensor[device,sensor,<mode>]
Sensor de leitura de hardware. Numérico device - nome do dispositivo
sensor - nome do sensor
mode - valores possíveis:
avg, max, min (se o parâmetro for omitido, o dispositivo e o sensor serão tratados textualmente).
Lê o arquivo /proc/sys/dev/sensors no Linux 2.4.

Exemplo:
⇒ sensor[w83781d-i2c-0-2d,temp1]

Antes do Zabbix 1.8.4, o formato sensor[temp1] era utilizado.
Lê o arquivo /sys/class/hwmon no Linux 2.6+.

Mais detalhes em sensor para Linux.
Lê a MIB hw.sensors MIB no OpenBSD.

Exemplos:
⇒ sensor[cpu0,temp0] → temperatura de uma CPU
⇒ sensor["cpu[0-2]$",temp,avg] → média de temperatura das primeiras três CPU's

Suportado no OpenBSD desde o Zabbix 1.8.4.
system.boottime
Tempo em carga do sistema. Inteiro (horário em padrão 'Unix timestamp')
system.cpu.discovery
Lista de CPUs/Núcleos de CPU detectados. Utilizado pelo processo de autobusca. Objeto JSON Suportado em todas as plataformas desde o Zabbix 2.4.0.
system.cpu.intr
Interrupções do dispositivo. Inteiro
system.cpu.load[<cpu>,<mode>]
Carga de CPU. Numérico cpu - valores possíveis:
all (padrão), percpu (total dividido pela quantidade de CPUs online)
mode - valores possíveis:
avg1 (média de um minuto, é o padrão), avg5, avg15
Exemplo:
⇒ system.cpu.load[,avg5]

percpu é suportado desde o Zabbix 2.0.0.

Antigo nome: system.cpu.loadX
system.cpu.num[<type>]
Quantidade de CPUs. Inteiro type - valores possíveis:
online (padrão), max
Exemplo:
⇒ system.cpu.num
system.cpu.switches
Quantidade de mudanças de contexto. Inteiro Nome antigo: system[switches]
system.cpu.util[<cpu>,<type>,<mode>]
Utilização percentual de CPU. Numérico cpu - <número da CPU> ou all (padrão)
type - valores possíveis:
idle, nice, user (padrão), system (padrão para Windows), iowait, interrupt, softirq, steal, guest (em Linux com kernel 2.6.24 ou superior), guest_nice (em Linux com kernel 2.6.33 ou superior)
mode - valores possíveis:
avg1 (média de um minuto, padrão), avg5, avg15
Exemplo:
⇒ system.cpu.util[0,user,avg5]

Antigo nome: system.cpu.idleX, system.cpu.niceX, system.cpu.systemX, system.cpu.userX
system.hostname[<type>]
Nome do host no sistema operacional. String type (Apenas para windows, não deve ser utilizado em outros sistemas) - valores possíveis: netbios (padrão) ou host O valor é obtido a partir da função GetComputerName() (para netbios) ou gethostname() (para host) no Windows e pelo comando “hostname” em outros ambientes.

Exemplos de retornos possíveis:
no Linux:
⇒ system.hostname → linux-w7x1
⇒ system.hostname → www.zabbix.com
no Windows:
⇒ system.hostname → WIN-SERV2008-I6
⇒ system.hostname[host] → Win-Serv2008-I6LonG

O parâmetro type para este item é suportado desde o Zabbix 1.8.6.

Veja o manual de configurações para maiores detalhes.
system.hw.chassis[<info>]
Informações do Chassis. String info - valores possíveis: full (padrão), model, serial, type ou vendor Exemplo:
⇒ system.hw.chassis[full] → Hewlett-Packard HP Pro 3010 Small Form Factor PC CZXXXXXXXX Desktop]

Esta chave depende da disponibilidade da tabela de SMBIOS em memória.

Privilégio de Root é necessário pois estes dados vem diretamente de leitura de memória.

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.hw.cpu[<cpu>,<info>]
Informações de CPU. String ou Inteiro cpu - <Número da CPU> ou all (padrão)
info - valores possíveis:
full (padrão), curfreq, maxfreq, model ou vendor
Exemplo:
⇒ system.hw.cpu[0,vendor] → AuthenticAMD

Recupera informações dos arquivos /proc/cpuinfo e /sys/devices/system/cpu/[cpunum]/cpufreq/cpuinfo_max_freq.

Se o número da CPU e curfreq ou maxfreq for especificado, o retorno será numérico (Hz).

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.hw.devices[<type>]
Lista de dispositivos PCI ou USB. Text type - pci (padrão) ou usb Exemplo:
⇒ system.hw.devices[pci] → 00:00.0 Host bridge: Advanced Micro Devices [AMD] RS780 Host Bridge
[..]

Retorna o texto gerado pelo utilitário lspci ou lsusb (executado sem nenhum parâmetro)

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.hw.macaddr[<interface>,<format>]
Lista de endereços MAC. String interface - all (padrão) ou expressão regular
format - full (padrão) ou short
Lista os endereços MAC das interfaces que forem compatíveis com a expressão regular interface (all lista todas as interfaces).

Exemplo:
⇒ system.hw.macaddr["eth0$",full] → [eth0] 00:11:22:33:44:55

Se o format for especificado como short, os nomes de interface e endereços MAC não serão listados.

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.localtime[<type>]
Horário local. Inteiro - com type como utc

String - com type como local
type - valores possíveis:
utc - (padrão) o horário desde Epoch (00:00:00 UTC, 1 de Janeiro de 1970), medido em segundos.
local - o horário no formato 'yyyy-mm-dd,hh:mm:ss.nnn,+hh:mm'
Parâmetros para este item são suportados desde o Zabbix 2.0.
system.run[command,<mode>]
Executa um comando no host monitorado. Retorna o texto gerado pela execução do comando

1 - com o ​mode​ como nowait (independente do resultado do comando)
command - comando a ser executado
mode - valores possíveis:
wait - aguarda o fim da execução (padrão),
nowait - não aguarda
Até 512KB de dados podem ser retornados, incluindo espaços em branco a direita que serão truncados.
Para ser processado corretamente, a saída do comando precisa ser um texto.

Exemplo:
⇒ system.run[ls -l /] → lista dos arquivos do diretório root.

Nota: Para habilitar esta funcionalidade, o arquivo de configuração do agente precisa conter a opção EnableRemoteCommands=1.
Nota: O retorno do item será o texto gerado pela execução normal do comando.
Nota: Valores vazios são suportados desde o Zabbix 2.4.0.

Consulte também: Execução de comandos.
system.stat[resource,<type>]
Estatísticas do sistema. Inteiro ou Numérico ent - número de unidades de processador que esta partição tem direito de receber (Numérico)
kthr,<type> - informação sobre o estado de 'threads' do kernel:
r - média de 'threads' em execução no kernel (Numérico)
b - média de 'threads' do kernel na fila do gerenciamento de memória virtual (Numérico)
memory,<type> - informação sobre utilização de memória real e virtual:
avm - páginas virtuais ativas (Inteiro)
fre - tamanho da última lista livre (Inteiro)
page,<type> - informação sobre atividade e falhas de página:
fi - entradas de página por segundo (Numérico)
fo - estatísticas de saidas de página por segundo (Numérico)
pi - páginas usadas no espaço de paginação space (Numérico)
po - páginas fora do espaço de paginação (Numérico)
fr - páginas liberadas (páginas substituídas) (Numérico)
sr - páginas escaneadas pelo algorítmo de substituição de páginas (Numérico)
faults,<type> - alerta e taxa de interrupção:
in - interrupções do dispositivo (Numérico)
sy - chamadas de sistema (Numérico)
cs - mudanças de contexto nas 'threads' do kernel (Numérico)
cpu,<type> - divisão do percentual de tempo do processador:
us - usuário (Numérico)
sy - sistema (Numérico)
id - inativo (Numérico)
wa - inativo por espera de requisições de disco, NFS ou I/O (Numérico)
pc - quantidade física de processadores utilizada (Numérico)
ec - percentual consumido da entidade (Numérico)
lbusy - indica o percentual de utilização lógica que ocorreu durante a execução em nível de usuário e de sistema (Numérico)
app - indica a quantidade de processadores disponíveis no 'pool' compartilhado (Numérico)
disk,<type> - estatísticas de disco:
bps - indica a quantidade de dado transferido (leitura ou gravação) para a unidade em bytes por segundo (Inteiro)
tps - indica a quantidade de transferências por segundo que foram solicitadas para o disco/fita (Numérico)
Suportado desde o Zabbix 1.8.1.
system.sw.arch
Informações da arquitetura de software. String Exemplo:
⇒ system.sw.arch → i686

Informação obtida da função 'uname()' .

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.sw.os[<info>]
Informações do sistema operacional. String info - valores possíveis:
full (padrão), short ou name
Exemplo:
⇒ system.sw.os[short]→ Ubuntu 2.6.35-28.50-generic 2.6.35.11

Informação obtida a partir dos arquivos (observe que nem todos os arquivos estão disponíveis em todas as distribuições):
/proc/version (full)
/proc/version_signature (short)
/etc/issue.net (name)

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.sw.packages[<package>,<manager>,<format>]
Lista dos pacotes instalados. Text package - all (padrão) ou expressão regular
manager - all (padrão) ou o gerenciador de pacotes
format - full (padrão) ou short
Lista (ordenada alfabeticamente) os pacotes instalados que correspondam à expressão regular package (all lista todos).

Exemplo:
⇒ system.sw.packages[mini,dpkg,short] → python-minimal, python2.6-minimal, ubuntu-minimal

Gerenciadores de pacotes suportados (comando executado):
dpkg (dpkg --get-selections)
pkgtool (ls /var/log/packages)
rpm (rpm -qa)
pacman (pacman -Q)

Se o parâmetro format for definido como full, os pacotes serão agrupados pelos gerenciadores de pacotes (cada gerenciador em uma linha com seu nome entre colchetes).
Se o parâmetro format for definido como short, os pacotes não serão agrupados e serão presentados em uma linha simples.

Suportado desde o Zabbix 2.0.
system.swap.in[<device>,<type>]
Estatísticas de entrada no Swap (do dispositivo para a memória). Inteiro device - dispositivo utilizado para o 'swapping' (padrão é all)
type - valores possíveis:
count (quantidade de 'swapins'), sectors (setores armazenados), pages (páginas armazenadas). Veja a lista de suporte por plataforma para maiores detalhes.
Exemplo:
⇒ system.swap.in[,pages]

A fonte de informações são os arquivos:
/proc/swaps, /proc/partitions, /proc/stat (Linux 2.4)
/proc/swaps, /proc/diskstats, /proc/vmstat (Linux 2.6)
system.swap.out[<device>,<type>]
Estatísticas de saída do Swap (da memória para o dispositivo). Inteiro device - dispositivo utilizado para o 'swapping' (o padrão é all)
type - valores possíveis:
count (quantidade de 'swapouts'), sectors (setores armazenados), pages (páginas armazenadas). Veja a lista de suporte por plataforma para maiores detalhes.
Exemplo:
⇒ system.swap.out[,pages]

A fonte de informações são os arquivos:
/proc/swaps, /proc/partitions, /proc/stat (Linux 2.4)
/proc/swaps, /proc/diskstats, /proc/vmstat (Linux 2.6)
system.swap.size[<device>,<type>]
Tamanho do Swap em bytes ou em percentual do total. Inteiro - para bytes

Numérico - para percentual
device - dispositivo utilizado para o 'swapping' (o padrão é all)
type - valores possíveis:
free (espaço livre no swap, padrão), pfree (percentual de espaço livre no swap), pused (percentual de espaço ocupado no swap), total (espaço total do swap), used (espaço utilizado no swap)
Exemplo:
⇒ system.swap.size[,pfree] → percentual de espaço livre no swap

Observe que esta chave pode retornar percentual incorreto em ambientes virtualizados (VMware ESXi, VirtualBox) nas plataformas Windows. Neste caso, recomenda-se o uso da chave 'perf_counter[\700(_Total)\702]' para obter a informação correta do swap.

Antigo nome: system.swap.free, system.swap.total
system.uname
Informação detalhada do host. String Exemplo de valor retornado (Unix):
FreeBSD localhost 4.2-RELEASE FreeBSD 4.2-RELEASE #0: Mon Nov i386

Exemplo de valor retornado (Windows): Windows ZABBIX-WIN 6.0.6001 Microsoft Windows Server 2008 Standard Service Pack 1 x86
Desde o Zabbix 2.2.0, o valor para este item é obtido com a chamada de sistema 'uname()', anteriormente era obtido com o comando “uname -a” em ambientes Unix. Assim, o valor deste item poderá ser diferente do resultado do comando “uname -a” e não incluirá as informações adicionais presentes no mesmo.

No Windows, desde o Zabbix 3.0.0, o valor deste item é obtido a partir das classes WMI 'Win32_OperatingSystem' e 'Win32_Processor'. Anteriormente, ele era obtido através de APIs Windows e chaves não documentadas da registry. O nome do S.O. (incluindo a edição) podem ser traduzidos pelo idioma de apresentação do usuário. Em algumas versões do Windows, pode conter símbolos e espaços adicionais.

Observe que no Windows o item retorna a arquitetura do S.O., enquanto no Unix retorna a arquitetura da CPU.
system.uptime
Tempo de carga em segundos. Inteiro Conforme o configuração de itens, use as unidades s ou uptime para obter valores “legíveis”.
system.users.num
Quantidade de usuários conectados. Inteiro o comando who é utilizado no lado do agente para obter a resposta.
vfs.dev.read[<device>,<type>,<mode>]
Estatísticas de leitura de disco. Inteiro - com type em sectors, operations, bytes

Numérico - com type em sps, ops, bps
device - dispositivo de disco (padrão é all)
type - valores possíveis: sectors, operations, bytes, sps, ops, bps
Este parâmetro precisa ser especificado, uma vez que os padrões diferem entre os SOs.
sps, ops, bps unidades: setores, operações, bytes por segundo, respectivamente.
mode - valores possíveis: avg1 (média de um minuto, padrão), avg5, avg15.
Este parâmetro é suportado apenas com type definido como: sps, ops, bps.
O valor padrão do parâmetro 'type' em diferentes SOs:
AIX - operations
FreeBSD - bps
Linux - sps
OpenBSD - operations
Solaris - bytes

Exemplo:
⇒ vfs.dev.read[,operations]

sps, ops and bps em plataformas suportadas utilizado para ser limitado a 8 dispositivos (7 individuais e um global). Desde o Zabbix 2.0.1 este limite foi elevado para 1024 dispositivos (1023 individuais e um global).

Se o primeiro parâmetro for definido como all a chave retornará um resumo das estatísticas, incluindo todos os dispositivos de bloco tal qual: sda, sbd e suas partições (sda1, sda2, sdb3…) alem de múltiplos dispositivos (MD raid) baseados em dispositivos de bloco ou partições e volumes lógicos (LVM). Nestes casos o valor retornado deverá ser considerado apenas como um valor relativo (dinâmico em função do tempo), nunca como absoluto.

Suporte a LVM desde o Zabbix 1.8.6.

Apenas nomes relativos de disco poderão ser utilizados (por exemplo, sda) desde o Zabbix 1.8.6. Desde esta versão, um prefixo opcional /dev/ pode ser utilizado (por exemplo, /dev/sda).

Antigo nome: io[*]
vfs.dev.write[<device>,<type>,<mode>]
Estatísticas de gravação no disco. Inteiro - com type em sectors, operations, bytes

Numérico - com type em sps, ops, bps
device - dispositivo de disco (padrão é all)
type - valores possíveis: sectors, operations, bytes, sps, ops, bps
Este parâmetro precisa ser especificado, uma vez que os padrões diferem entre os SOs.
sps, ops, bps unidades: setores, operações, bytes por segundo, respectivamente.
mode - valores possíveis: avg1 (média de um minuto, padrão), avg5, avg15.
Este parâmetro é suportado apenas com type definido como: sps, ops, bps.
O valor padrão do parâmetro 'type' em diferentes SOs:
AIX - operations
FreeBSD - bps
Linux - sps
OpenBSD - operations
Solaris - bytes

Exemplo:
⇒ vfs.dev.write[,operations]

sps, ops and bps em plataformas suportadas utilizado para ser limitado a 8 dispositivos (7 individuais e um global). Desde o Zabbix 2.0.1 este limite foi elevado para 1024 dispositivos (1023 individuais e um global).

Se o primeiro parâmetro for definido como all a chave retornará um resumo das estatísticas, incluindo todos os dispositivos de bloco tal qual: sda, sbd e suas partições (sda1, sda2, sdb3…) alem de múltiplos dispositivos (MD raid) baseados em dispositivos de bloco ou partições e volumes lógicos (LVM). Nestes casos o valor retornado deverá ser considerado apenas como um valor relativo (dinâmico em função do tempo), nunca como absoluto.

Suporte a LVM desde o Zabbix 1.8.6.

Apenas nomes relativos de disco poderão ser utilizados (por exemplo, sda) desde o Zabbix 1.8.6. Desde esta versão, um prefixo opcional /dev/ pode ser utilizado (por exemplo, /dev/sda).

Antigo nome: io[*]
vfs.file.cksum[file]
Verificação de arquivo, calculada através do algoritmo 'cksum' do UNIX. Inteiro file - caminho completo para o arquivo Exemplo:
⇒ vfs.file.cksum[/etc/passwd]

Exemplo de valor retornado:
1938292000

Antigo nome: cksum

O limite de tamanho de arquivo depende do suporte a grandes arquivos.
vfs.file.contents[file,<encoding>]
Recupera o conteúdo de um arquivo. Text file - caminho completo para o arquivo
encoding - identificador de código de página
Retorna uma 'string' vazia se o arquivo estiver vazio ou contitver somente os caractéres LF/CR apenas.

Exemplo:
⇒ vfs.file.contents[/etc/passwd]

Este item é limitado a arquivos de até 64 Kbytes.

Suportado a partir do Zabbix 2.0.
vfs.file.exists[file]
Verifica se um arquivo existe. 0 - não encontrado

1 - arquivo normal ou um link (simbólico ou 'hard') para um arquivo normal existente
file - caminho completo para o arquivo Exemplo:
⇒ vfs.file.exists[/tmp/application.pid]

O valor retornado depende do que a macro S_ISREG POSIX retornar.

O tamanho do arquivo depende do suporte a grandes arquivos.
vfs.file.md5sum[file]
Sumariação MD5 de um arquivo. String de caracteres ('hash' MD5 de um arquivo) file - caminho completo para o arquivo Exemplo:
⇒ vfs.file.md5sum[/usr/local/etc/zabbix_agentd.conf]

Exemplo de valor retornado:
b5052decb577e0fffd622d6ddc017e82

O limite de tamanho de arquivo (64 MB) para este item foi removido no Zabbix 1.8.6.

O tamanho do arquivo depende do suporte a grandes arquivos.
vfs.file.regexp[file,regexp,<encoding>,<start line>,<end line>,<output>]
Procura por um texto em um arquivo. A linha contendo o texto, ou o especificado no parâmetro opcional output file - caminho completo para o arquivo
regexp - expressão regular no padrão GNU
encoding - identificador do código de página
start line - número da primeira linha a pesquisar (por padrão é a primeira linha do arquivo).
end line - número da última linha a pesquisar (por padrão a última linha do arquivo).
output - parâmetro opcional de formatação. A sequência de escape \0 será substituída pelo texto encontrado enquanto a sequência de escape \N (onde N=1…9) será substituída pela Nth ocorrência (ou um texto vazio se N for maior que a quantidade de ocorrências).
Apenas a primeira linha encontrada será retornada.
Será retornado um texto vazio se não for localizada nenhuma linha compatível com a expressão.

A extração de conteúdo utilizando o parâmetro output será feita pelo agente.

Os parâmetros start line, end line e output são suportados desde o Zabbix 2.2.

Exemplos:
⇒ vfs.file.regexp[/etc/passwd,zabbix]
⇒ vfs.file.regexp[/path/to/some/file,"([0-9]+)$",,3,5,\1]
⇒ vfs.file.regexp[/etc/passwd,^zabbix:.:([0-9]+),,,,\1] → recuperando o ID do usuário zabbix
vfs.file.regmatch[file,regexp,<encoding>,<start line>,<end line>]
Procura por um texto em um arquivo. 0 - não encontrou

1 - encontrou
file - caminho completo para o arquivo
regexp - expressão regular no padrão GNU
encoding - identificador de código de página
start line - número da primeira linha a procurar (por padrão a primeira linha do arquivo).
end line - número da última linha a procurar (por padrão a última linha do arquivo).
Os parâmetros start line e end line são suportados desde o Zabbix 2.2.

Exemplo:
⇒ vfs.file.regmatch[/var/log/app.log,error]
vfs.file.size[file]
Tamanho do arquivo (em bytes). Inteiro file - caminho completo para o arquivo O arquivo deve permitir a leitura pelo usuário zabbix.

Exemplo:
⇒ vfs.file.size[/var/log/syslog]

O tamanho do arquivo depende do definido no suporte a grandes arquivos.
vfs.file.time[file,<mode>]
Informação de hora do arquivo. Inteiro (no padrão 'Unix timestamp') file - caminho completo para o arquivo
mode - valores possíveis:
modify (padrão) - momento de modificação, access - momento do último acesso, change - momento da última modificação
Exemplo:
⇒ vfs.file.time[/etc/passwd,modify]

O tamanho do arquivo depende do definido no suporte a grandes arquivos.
vfs.fs.discovery
Lista de sistemas de arquvios montados. Utilizado pelo processo de autobusca. Objeto JSON Suportado desde o Zabbix 2.0.

A macro {#FSDRIVETYPE} é suportada no Windows desde o Zabbix 3.0.
vfs.fs.inode[fs,<mode>]
Percentual de inodes. Inteiro - para número

Numérico - para percentual
fs - sistema de arquivo
mode - valores possíveis:
total (padrão), free, used, pfree (percentual livre), pused (percentual em uso)
Exemplo:
⇒ vfs.fs.inode[/,pfree]

Antigo nome: vfs.fs.inode.free[*], vfs.fs.inode.pfree[*], vfs.fs.inode.total[*]
vfs.fs.size[fs,<mode>]
Espaço em disco em bytes ou percentual do total. Inteiro - para bytes

Numérico - para percentual
fs - sistema de arquivos
mode - valores possíveis:
total (padrão), free, used, pfree (percentual livre), pused (percentual em uso)
Em caso de um volume montado o espaço total do sistema de arquivo será retornado.

Exemplo:
⇒ vfs.fs.size[/tmp,free]

O espaço reservado ao sistema de arquivos é levado em conta e não incluído quando é utilizado o modo free.

Antigo padrão de nome: vfs.fs.free[*], vfs.fs.total[*], vfs.fs.used[*], vfs.fs.pfree[*], vfs.fs.pused[*]
vm.memory.size[<mode>]
Tamanho da memória em bytes ou em percentual. Inteiro - para bytes

Numérico - para percentual
mode - valores possíveis:
total (padrão), active, anon, buffers, cached, exec, file, free, inactive, pinned, shared, wired, used, pused (percentual de uso), available, pavailable (percentual disponível)
Este item suporta três categorias de parâmetros:

1) total - total de memória;
2) tipos específicos de memória (dependentes de plataforma): active, anon, buffers, cached, exec, file, free, inactive, pinned, shared, wired;
3) Estimativa de memória no nível de usuário: used, pused, available, pavailable.

Veja mais detalhes sobre 'vm.memory.size' em parâmetros de memória.

Antigo nome: vm.memory.buffers, vm.memory.cached, vm.memory.free, vm.memory.shared, vm.memory.total
web.page.get[host,<path>,<port>]
Recupera o conteúdo de uma página web. A página web é recuperada como um texto host - nome do host
path - caminho para o arquivo HTML (o padrão é /)
port - número da porta (o padrão é 80)
Retorna uma string vazia em caso de falha.

Exemplo:
⇒ web.page.get[www.zabbix.com,index.php,80]
web.page.perf[host,<path>,<port>]
Tempo para carga da página completa (em segundos). Numérico host - nome do host
path - caminho para o arquivo HTML (o padrão é /)
port - número da porta (o padrão é 80)
Retorna 0 caso falhe.

Exemplo:
⇒ web.page.perf[www.zabbix.com,index.php,80]
web.page.regexp[host,<path>,<port>,<regexp>,<length>,<output>]
Procura por um texto em uma página web. O texto localizado, ou o especificado pelo parâmetro opcional output host - nome do host
path - caminho para o arquivo HTML (o padrão é /)
port - número da porta (o padrão é 80)
regexp - expressão regular no padrão GNU
length - quantidade máxima de caracteres a serem retornados
output - parâmetro opcional de formatação. A sequência de caracteres \0 será substituída pelo texto encontrado, enquanto a sequência \N (onde N=1…9) será substituída pela Nth ocorrência (ou um texto em branco caso N exceda a quantidade de ocorrências).
Retorna um texto em branco caso não seja encontrada uma ocorrência.

A extração de conteúdo utilizando o parâmetro output será executada no agente.

O parâmetro output é suportado desde o Zabbix 2.2.

Exemplo:
⇒ web.page.regexp[www.zabbix.com,index.php,80,OK,2]
Especificamente para o Linux: O Zabbix Agent precisa ter acesso de leitura ao sistema de arquivos /proc. Existem patches de kernel em www.grsecurity.org para limitar os privilégios.

Codificações de página disponíveis

O parâmetro encoding é utilizado para especificar um código de página para processar as verificações de itens, para que o dado não seja corrompido. Para uma lista de codificações suportadas (identificadores de código de página), favor consultar a documentação relativa, tal qual a documentação para o libiconv (projeto GNU) ou a documentação do Microsoft Windows para “Identificadores de código de página”.

Se não for definido o parâmetro encoding, será utilizado o UTF-8 (código de página padrão em distribuições Unix/Linux, veja suas configurações do SO) ou ANSI com extensão específica para o ambiente (Windows).

Resolução de problemas com itens de Agente

  1. Se for utilizada uma verificação passiva, o parâmetro, Timeout no arquivo de configuração do servidor precisa ser maior do que o definido no arquivo de configuração do agente. A inobservância disso poderá impedir que o servior colete o dado.