Zabbix Documentation 4.0

3.04.04.2 (current)In development:4.4 (devel)Unsupported:1.82.02.22.43.23.4

User Tools

Site Tools

This translation is older than the original page and might be outdated. See what has changed.

Sidebar

pt:manual:concepts:server

2 Servidor

Visão geral

O Zabbix Server é o componente central da solução.

O servidor gerencia a coleta e recebimento de dados, calcula o estado das triggers, envia notificações aos usuários. Ele é o componente para o qual os agentes e proxies enviam dados sobre a disponibilidade, performance e integridade dos sistemas monitorados. O servidor também pode executar por sí só verificações remotas nos dispositivos monitorados, estas verificações ocorrem quando se utiliza itens do tipo “verificação simples”.

O servidor gerencia o repositório central de configuração, estatísticas e armazenamento de dados operacionais, é ele quem irá alertar os administradores quando os incidentes ocorrerem.

As funcionalidades básicas de uma solução de monitoração baseada em Zabbix é distribuida em três componentes: Zabbix Server, interface web e banco de dados (SGDB).

Todas as informações de configuração da monitoração são armazenadas no banco de dados, tanto o Servidor quanto a Interface Web do Zabbix interagem com o SGBD. Por exemplo, quando você utiliza a interface web (ou a API) para adicionar itens, eles são salvos em uma tabela do SGDB. Em paralelo a isso o Zabbix Server, uma vez a cada minuto, irá buscar, na tabela de itens, a lista de itens que deverão ser monitorados. É por isso que pode demorar até dois minutos para que uma modificação feita na Interface Web comece a produzir efeitos na tela de dados recentes.

Processo do Servidor

O Zabbix Server é executado como um processo de segundo plano (daemon). O exemplo abaixo demonstra uma das formas de inicia-lo:

shell> cd sbin
shell> ./zabbix_server

Você pode utilizar alguns parâmetros com o Zabbix Server:

-c --config <arquivo>           caminho absoluto (completo) para o arquivo de configuração (o padrão é /etc/zabbix/zabbix_server.conf)
-R --runtime-control <opção>    executa funções administrativas
-h --help                       apresenta o help de parâmetros
-V --version                    apresenta o número de versão

O controle em tempo de execução não é suportado em OpenBSD e em NetBSD.

Exemplos de linha de comando com parâmetros:

shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf
shell> zabbix_server --help
shell> zabbix_server -V
Controle em tempo de execução

Opções do controle em tempo de execução:

OpçãoDescriçãoObjetivo
config_cache_reloadAtualiza o cache de configuração. O comando é ignorado se o cache já estiver atualizado.
log_level_increase[=<alvo>]Aumenta o nível de log, afeta todos os processos se o alvo não for especificado.pid - Identificador do processo (1 a 65535)
tipo do processo - Restringe a todos os processos de determinado tipo (Ex.: poller)
tipo do processo,N - Restringe a determinado processo de um tipo específico (Ex.: poller,3)
log_level_decrease[=<alvo>]Reduz o nível de log, afeta todos os processos se o alvo não for especificado.

O PID do processo a se modificar o nível de log deverá estar entre 1 e 65535. Em ambientes com muitos processos a modificação poderá ser feita em um processo específico.

Exemplo de utilização do controle em tempo de execução para recarregar o cache de configuração do Zabbix Server:

shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf -R config_cache_reload

Exemplos de utilização do controle em tempo de execução para modificar o nível de log:

Aumenta o nível de log de todos os processos:
shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf -R log_level_increase

Aumenta o nível de log do segundo processo de pooler:
shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf -R log_level_increase=poller,2

Aumenta o nível de log do processo com PID 1234:
shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf -R log_level_increase=1234

Diminui o nível de log de todos os processos do pooler HTTP:
shell> zabbix_server -c /usr/local/etc/zabbix_server.conf -R log_level_decrease="http poller"
Processo de usuário

O Zabbix Server foi desenhado para ser executado como um processo “não-root”. Ele pode ser executado com a permissão do usuário que o iniciou. Neste cenário ele irá executar sem nenhum problema.

Se você tentar inicia-lo com o usuário 'root', ele irá alternar seu permissionamento de execução para o usuário 'zabbix', que deverá existir em seu ambiente. Você só poderá rodar o Zabbix Server como 'root' se modificar o parâmetro 'AllowRoot' no arquivo de configuração.

Se o Servidor e o Agente Zabbix estiverem em execução na mesma máquina, recomenda-se o uso de usuários de sistema operacional diferentes pois o agente. Esta recomendação se deve pois, tendo o mesmo permissionamento, o Agente poderá consultar o arquivo de configuração do servidor e obter dados sensíveis (como a senha do banco de dados Zabbix).

Arquivo de configuração

Veja as opões do arquivo de configuração para detalhes sobre sua configuração.

Scripts de inicialização

Os scripts são utilizados para iniciar automaticamente os processos do Zabbix Server durante o processo de inicialização e finalização da máquina. Tais scripts podem ser localizados no diretório misc/init.d do código fonte da solução.

Plataformas suportadas

Devido aos requisitos de segurança e a natureza de missão crítica do funcionamento do Zabbix Server, o UNIX é o único sistema operacional que pode entregar de forma consistente o desempenho, tolerância a falhas e resiliência necessários. O Zabbix opera como uma das soluções líderes de mercado.

O Zabbix Server é testado nas seguintes plataformas:

  • Linux
  • Solaris
  • AIX
  • HP-UX
  • Mac OS X
  • FreeBSD
  • OpenBSD
  • NetBSD
  • SCO Open Server
  • Tru64/OSF1
O Zabbix pode funcionar em outros sistemas operacionais baseados no UNIX.