Esta é uma tradução da página de documentação original em inglês. Ajude-nos a torná-la melhor.

Sidebar

Zabbix Summit 2022
Register for Zabbix Summit 2022

3 Instalação a partir do código-fonte

É possível acessar a versão mais recente do Zabbix compilando-a a partir do código-fonte.

A seguir, fornecemos um tutorial com os passos para instalação do Zabbix a partir do código-fonte.

1 Instalando daemons do Zabbix

1 Download do arquivo fonte

Vá até a página de download do Zabbix e baixe o arquivo fonte. Uma vez baixado, extraia os fontes, executando:

$ tar -zxvf zabbix-6.0.0.tar.gz

Informe a versão correta do Zabbix no comando. Ela deve corresponder ao nome do arquivo baixado.

2 Criar conta de usuário

Para todos os processos de daemon do Zabbix, um usuário sem privilégios é requirido. Se um daemon Zabbix é iniciado a partir de uma conta de usuário sem privilégios, ele será executado como tal usuário.

No entando, se um daemon é iniciado a partir de uma conta 'root', ele mudará para uma conta de usuário 'zabbix', que deve existir. Para criar esta conta de usuário (em seu próprio grupo, "zabbix"),

em sistemas baseados em RedHat, execute:

groupadd --system zabbix
       useradd --system -g zabbix -d /usr/lib/zabbix -s /sbin/nologin -c "Zabbix Monitoring System" zabbix

em sistemas baseados em Debian, execute:

addgroup --system --quiet zabbix
       adduser --quiet --system --disabled-login --ingroup zabbix --home /var/lib/zabbix --no-create-home zabbix

Os processos Zabbix não precisam de um diretório home, sendo este o motivo de não recomendarmos a sua criação. No entanto, se você estiver usando alguma funcionalidade que demande tal diretório (p.e. armazenar credenciais MySQL em $HOME/.my.cnf), você está livre para criá-lo usando os seguintes comandos:

Em sistemas baseados em RedHat, execute:

mkdir -m u=rwx,g=rwx,o= -p /usr/lib/zabbix
       chown zabbix:zabbix /usr/lib/zabbix

Em sistemas baseados em Debian, execute:

mkdir -m u=rwx,g=rwx,o= -p /var/lib/zabbix
       chown zabbix:zabbix /var/lib/zabbix

Não é necessária uma conta de usuário separada para a instalação do Zabbix Frontend.

Se o Zabbix Server e Agent são executados na mesma máquina é recomendado usar um usuário diferente para executar o server daquele usado para o agent. Caso contrário, se ambos são executados com o mesmo usuário, o agent pode acessar os arquivos de configuração do server e assim qualquer usuário do Zabbix com perfil de Admin pode facilmente, por exemplo, descobrir a senha do banco de dados.

Executar o Zabbix como root, bin, ou qualquer outra conta com permissões especiais é um risco à segurança.

3 Criar banco de dados Zabbix

Para os daemons do Zabbix Server e Proxy, bem como para o Zabbix Frontend, um banco de dados é necessário. No entanto não é necessário para executar o Zabbix Agent.

Scripts SQL são disponibilizados para criação do schema de banco de dados e carga do conjunto de dados iniciais. O banco de dados do Zabbix Proxy necessita apenas do schema enquanto que o banco de dados do Zabbix Server requer também o conjunto de dados junto ao schema.

Tendo criado um banco de dados para o Zabbix, prossiga para os próximos passos de compilação do Zabbix.

4 Configurar os fontes

Ao configurar os fontes para o Zabbix Server ou Proxy, você deve especificar o tipo de banco de dados a ser usado. Apenas um tipo de banco de dados pode ser compilado com um processo Server ou Proxy por vez.

Para ver todas as opções de configuração suportadas, dentro do diretório de fonte do Zabbix extraído, execute:

./configure --help

Para configurar os fontes para o Zabbix Server e Agent, você pode executar algo como o seguinte:

./configure --enable-server --enable-agent --with-mysql --enable-ipv6 --with-net-snmp --with-libcurl --with-libxml2 --with-openipmi

Para configurar os fontes para o Zabbix Server (com PostgreSQL, etc.), você pode usar:

./configure --enable-server --with-postgresql --with-net-snmp

Para configurar os fontes para Zabbix Proxy (com SQLite, etc.), você pode executar:

./configure --prefix=/usr --enable-proxy --with-net-snmp --with-sqlite3 --with-ssh2

Para configurar os fontes para o Zabbix Agent, você pode utilizar:

./configure --enable-agent

ou, para Zabbix Agent 2:

./configure --enable-agent2

Um ambiente Go configurado com uma versão atualmente suportada é necessário para compilar o Zabbix Agent 2. Consulte golang.org para instruções de instalação.

Notas sobre as opções de compilação:

  • Os utilitários de linha de comando zabbix_get e zabbix_sender são compilados se a opção --enable-agent é usada.
  • As opções de configuração --with-libcurl e --with-libxml2 são necessárias para monitoramento de máquinas virtuais; --with-libcurl também é necessário para autenticação SMTP e itens web.page.* do Zabbix Agent. Note que o cURL na versão 7.20.0 ou maior é necessário com a opção de configuração --with-libcurl.
  • O Zabbix sempre compila com a biblioteca PCRE (desde a versão 3.4.0); sua instalação não é opcional. --with-libpcre=[DIR] apenas permite o direcionamento para um diretório de instalação específico, em vez de buscar entre um número de lugares comuns pelos arquivos da biblioteca libpcre.
  • Você pode usar o marcador --enable-static para vincular bibliotecas de forma estática. Se você planeja distribuir binários compilados entre diferentes servidores, você deve usar este marcador para que tais binários funcionem sem as bibliotecas exigidas. Note que --enable-static não funciona em Solaris.
  • O uso da opção --enable-static não é recomendado quanto compilando o server. Para compilar o server estaticamente, você deve ter uma versão estática de cada biblioteca externa necessária. Não há uma verificação rigorosa quanto a isso no script de configuração.
  • Adicione um caminho opcional para o arquivo de configuração do MySQL --with-mysql=/<path_to_the_file>/mysql_config para selecionar a biblioteca de cliente MySQL desejada quando houver necessidade de utilizar uma que não esteja localizada no local padrão. Isto é útil quando há várias versões de MySQL instaladas ou um MariaDB instalado junto ao MySQL no mesmo sistema.
  • Use o marcador --with-oracle para especificar a localização da API OCI.

Se ./configure falhar devido bibliotecas ausentes ou alguma outra circunstância, por favor verifique o config.log para mais detalhes quanto ao erro. Por exemplo, se libssl está ausente, a mensagem de erro imediata pode ser confusa:

checking for main in -lmysqlclient... no
       configure: error: Not found mysqlclient library

Enquanto que o config.log possui uma descrição mais detalhada:

/usr/bin/ld: cannot find -lssl
       /usr/bin/ld: cannot find -lcrypto

Veja também:

5 Make e install para tudo

Se instalando através do repositório Git do Zabbix, é necessário primeiro executar:

$ make dbschema

make install

Esta etapa deve ser executada usando um usuário com permissões suficientes (comumente 'root', ou utilizando elevação de usuário com sudo).

A execução do comando make install instalará, por padrão, os binários dos daemons (zabbix_server, zabbix_agentd, zabbix_proxy) em /usr/local/sbin e os binários de client (zabbix_get, zabbix_sender) em /usr/local/bin.

Para especificar um local diferente de /usr/local, use a chave --prefix na etapa anterior de configuração dos fontes, por exemplo --prefix=/home/zabbix. Neste caso os binários dos daemons seriam instalados dentro de <prefix>/sbin, enquanto que os utilitários em <prefix>/bin. As páginas de manual seriam instaladas em <prefix>/share.

6 Revise e edite os arquivos de configuração
  • edite o arquivo de configuração do Zabbix Agent /usr/local/etc/zabbix_agentd.conf

Você precisa configurar este arquivo para cada máquina com zabbix_agentd instalado.

Você deve especificar o endereço IP do servidor Zabbix no arquivo. Conexões de outros endereços serão negadas.

  • edite o arquivo de configuração do Zabbix Server /usr/local/etc/zabbix_server.conf

Você deve especificar o nome do banco de dados, usuário e senha (se usando alguma).

O restante dos parâmetros o atenderão com seus valores padrão se você tiver um ambiente pequeno (até 10 máquinas monitoradas). Todavia, você deve alterar os parâmetros padrão se você pretende maximizar a performance do Zabbix Server (ou Proxy). Consulte a seção ajustes de performance para mais detalhes.

  • se você tem instalado um Zabbix Proxy, edite o arquivo de configuração /usr/local/etc/zabbix_proxy.conf

Você deve especificar o endereço IP e o nome do servidor do Zabbix Proxy (que deve ser conhecido pelo Zabbix Server), bem como o nome do banco de dados, usuário e senha (se usando alguma).

Com SQLite deve ser especificado o caminho completo para o arquivo de banco de dados; Usuário e senha do banco de dados não são exigidos.

7 Inicie os daemons

Execute o zabbix_server no lado do servidor:

shell> zabbix_server

Certifique-se de que seu sistema permita a alocação de 36MB (ou um pouco mais) de memória compartilhada, caso contrário o Server pode não iniciar e você verá a mensagem "Impossível alocar memória compartilhada para <tipo de cache>." (se log em inglês: "Cannot allocate shared memory for <type of cache>.") no arquivo de log. Isto pode ocorrer com FreeBSD, Solaris 8.
Verifique a seção "Veja também" ao final desta página para descobrir como configurar a memória compartilhada.

Execute zabbix_agentd em todas as máquinas monitoradas:

shell> zabbix_agentd

Certifique-se de que seu sistema permita a alocação de 2MB de memória compartilhada, caso contrário o Agente pode não iniciar e você verá a mensagem "Impossível alocar memória compartilhada para o coletor" ( se log em inglês: "Cannot allocate shared memory for collector.") no arquivo de log. Isto pode ocorrer em Solaris 8.

Se você tem instalado o Zabbix Proxy, execute zabbix_proxy.

shell> zabbix_proxy

2 Instalação da interface web do Zabbix

Copiando arquivos PHP

O frontend do Zabbix é escrito em PHP, assim, para executá-lo, é necessário um webserver com suporte ao PHP. A instalação é feita com a simples cópia dos arquivos PHP do diretório ui para o diretório de documentos HTML do webserver.

Locais comuns para o diretório de documentos HTML no Apache Web Server incluem:

  • /usr/local/apache2/htdocs (diretório padrão quando instalando o Apache a partir do fonte)
  • /srv/www/htdocs (OpenSUSE, SLES)
  • /var/www/html (Debian, Ubuntu, Fedora, RHEL, CentOS)

Sugere-se usar um subdiretório em vez da raíz do diretório HTML. Para criar um subdiretório e copiar os arquivos do frontend do Zabbix para dentro dele, execute os seguintes comandos, informando o diretório raíz junto ao nome do subdiretório que se prentede criar:

mkdir <htdocs>/zabbix
       cd ui
       cp -a . <htdocs>/zabbix

Para mais instruções quando usando idioma diferente do Inglês, consulte Instalação de idiomas de frontend adicionais.

Instalação do frontend

Por favor, consulte a página Instalação da interface web para se informar sobre o assitente de instalação do Zabbix frontend.

3 Instalação do Java Gateway

A instalação do Java Gateway é exigida apenas se você pretende monitorar aplicações JMX. O Java Gateway é leve e não necessita de um banco de dados.

Para instalar a partir dos fontes, primeiro faça o download e então extraia o arquivo fonte.

Para compilar o Java Gateway, execute o script ./configure com a opção --enable-java. É aconselhável que você especifique --prefix para direcionar a instalação para outro local diferente do padrão /usr/local, porque a instalação criará uma árvore de diretórios completa, e não apenas um simples executável.

$ ./configure --enable-java --prefix=$PREFIX

Para compilar e empacotar o Java Gateway em um arquivo JAR, execute make. Note que para este processo você necessitará dos executáveis javac e jar no seu path.

$ make

Agora você tem um arquivo zabbix-java-gateway-$VERSION.jar em src/zabbix_java/bin. Se você se sente confortável em executar o Java Gateway a partir de src/zabbix_java no diretório da distribuição, então você pode prosseguir às instruções de configuração e execução do Java Gateway. Caso contrário, certifique-se de possuir os privilégios necessários e execute make install.

$ make install

Prossiga até Configuração inicial para mais detalhes na configuração e execução do Java Gateway.

4 Instalando o serviço web Zabbix

A instalação do serviço web Zabbix só é necessária se você quiser usarrelatório agendado.

Para instalar a partir de fontes, primeiro download e extraia o arquivo com as fontes .

Para compilar o serviço web Zabbix, execute o script ./configure com opção --enable-webservice .

Uma versãoGo configurada com ambiente 1.13+é necessário para construir o serviço web Zabbix.

Execute zabbix_web_service na máquina onde o serviço web está instalado:

shell> zabbix_web_service

Prossiga para configuração para obter mais detalhes sobre como configurar a geração de relatórios agendados.

Veja também

  1. Como configurar memória compartilhada para os daemons Zabbix